• Clio Operária

Revista Clio Operária

O mundo no século XXI é composto por múltiplas complexidades que compõe a vida de maneira geral e a guiam. Hoje, com o Capitalismo Internacional e a forma como o neoliberalismo e o caráter expansivo das potências mundiais se assentaram e transformaram suas maneiras de dominação através das transformações dos seus conceitos fundamentais, se dá um novo ar a exploração e as opressões históricas que, apesar de passarem por fortes transformações, não se extinguiram, na verdade, se sofisticaram.

O mundo vive um momento histórico extremamente particular que exige um exercício ferrenho do pensamento crítico e que, sobretudo, se faça revolucionário em direção as transformações essenciais para a vida de maneira geral. Neste sentido, a Revista Clio Operária se propões a ser um espaço desse exercício, visando, não somente a discussão teórica, como também a construção da práxis política em prol da revolução. Não somos idealistas e visamos a transformação radical da realidade em busca da igualdade real e paz entre os povos.

Funcionaremos com publicações diárias abordando as multiplicidades que compõe o mundo em seus aspectos históricos, sociais, políticos, econômicos, culturais, dentre tantas outras formas de abordagens e perspectivas sobre a realidade. Somos uma revista de esquerda, nos propomos a análise posicionada com rigor científico buscando a construção do conhecimento crítico e da revolução. Trataremos das questões da política nacional e internacional, movimentos sociais, questões raciais, de classe e de gênero e sexualidade, assim como várias outras questões essenciais a analise e a luta. Sempre abertos ao debate e ao diálogo.

Esperamos atingir nosso objetivo contribuindo na reflexão profundamente crítica e na construção e avanço da luta dos oprimidos e exploradas que compõe, hoje, o século XXI, a era do Capitalismo Internacional e a normalização de conceitos e práticas nocivas que geram todo um processo de opressão.



Equipe Clio Operária.

11 visualizações
apoie.png