• Clio Operária

Partido dos Panteras Negras: Sobre a crítica a Cuba

Atualizado: 24 de Jun de 2020

Publicado no Black Panther de 27 de dezembro de 1969





Existem dois tipos de crítica, a crítica revolucionária e a crítica reacionária. A crítica revolucionária é feita com base em princípios, no momento correto, quando as condições objetivas e subjetivas estão corretas, e é feita para atingir um maior grau de unidade e fortalecer o campo revolucionário. A crítica reacionária geralmente assume a forma de ataque pessoal, por conta de alguma mágoa pessoal. Ela é geralmente uma crítica unilateral baseada em uma análise subjetiva, sem ter examinado a situação por todos os lados e a crítica reacionária só serve aos interesses dos fascistas e imperialistas.


Sobre a questão do socialismo e do racismo, o Partido dos Panteras Negras não disse, nunca disse, que se o socialismo for instituído então o racismo automaticamente acaba. Embora alguns críticos do Partido dos Panteras Negras - a saber Stokely Carmichael -, tenham insinuado que temos essa posição. O que dizemos é que em uma sociedade socialista as condições são mais favoráveis para começar a luta para eliminar o racismo.


Cuba, a 90 milhas da Flórida em que lançam aqueles foguetes para Saturno, com uma base naval dos Estados Unidos, Guantánamo, bem na sua ilha, está lutando pela defesa do povo cubano e a sua revolução debaixo de um bloqueio econômico que é asfixiante e promete aumentar. Vemos a Revolução Cubana como uma grande conquista da revolução mundial, ao estabelecer uma ilha de socialismo em um oceano, o hemisfério ocidental, de exploração capitalista, agressão imperialista e repressão fascista. Desejamos ao cubano atinja seu objetivo de vitória na sua luta contra o bloqueio e que o povo atinja o seu objetivo de 10 milhões de toneladas na sua colheita de cana-de-açúcar de 1970.


Não nascemos em solo cubano. Alguns membros do Partido os Panteras Negras usaram Cuba como meio de escapar da repressão fascista na Babilônia, e eles estão bem, vivos e livres hoje. Não seria no interesse de Cuba ou no da revolução mundial começar a lançar ataques a Cuba porque não conseguiram eliminar todas as formas de racismo nos dez anos desde que a sua revolução socialista começou.


A regra central do Partido dos Panteras Negras diz: "Tenha fó no povo, tenha fé no Partido". Esse princípio não deve ser aplicado apenas na Babilônia, mas por todo o mundo. Com base nele e partindo do materialismo histórico, sabemos que Cuba,os Estados Unidos e o mundo se livrarão do racismo, e que os últimos serão os primeiros, e os primeiros serão os últimos.


TODO PODER AO POVO!


Fonte: PARTIDO DOS PANTERAS NEGRAS. Antologia: volume I. são Paulo: Editora Nova Cultura, 2018.


25 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
apoie.png